Os alugueis normalmente são de uma semana e saem de Split. Um barco de 36 pés pode acomodar umas 8 a 10 pessoas, ou seja, se você conseguir algum amigo, os preços começam a ficar interessantes.

A chave do quebra cabeça é planejamento. De forma clara, um aluguel de barco na Croácia não é muito barato, mas quanto antes você alugar, menos você vai pagar. Com alguns agravantes: o verão na Croácia é Junho, Julho, Agosto e Setembro. Levando em consideração que junho e setembro podem ainda estar um pouco frio ou chuvoso, você fica com dois meses pra escolher, e lembre-se Julho é muito caro, ou seja, a melhor data pode ser Agosto, mas como, você pode se arriscar ainda em Junho ou Setembro.

Segundo, alguns extras no barco fazem bem. Um bote a motor é recomendado. Normalmente pra entrar ou sair de uma praia, você pode precisar. Sempre quebra um galho. É um extra, mas pode fazer a diferença. Pra dar um exemplo, paramos entre duas ilhas pequenas e minha esposa caiu no mar, o marinheiro havia jogado a âncora, mas ela logo começou a se afastar do barco. Achei que ela estava se afastando rapidamente e entrei no mar. Vi então o barco se afastando e pensei: o barco não está parado, fiquei um pouco confuso e só entendi o que acontecia quando vi uma boia passar por mim. Nós havíamos entrado numa correnteza. Gritei ao marinheiro (sim já estávamos um pouco longe) que pegasse o bote e viesse nos resgatar. Ou seja, tem seu valor, não só por conforto.

Quando você pensa numa viagem num barco, com conforto, praias lindas e diferentes, várias possibilidades afloram, não? A primeira coisa que surge, porém, é: "Isso vai sair caro!". Pois bem, nem tudo é o que parece.

Vou procurar passar algumas dicas:

 

Primeiro, lembre-se que, a menos que você seja um cara que pilota barcos (e aí poderia não estar vendo muita vantagem neste post), você vai precisar de um marinheiro. Esse custo é por fora do barco, e precisa ser pago em dinheiro. 

A Croácia 1 - Uma Ótima Pedida

As marinas. Você pode dormir a noite nas marinas, ou perto de alguma ilha onde possa ancorar no barco. As marinas são muito interessantes, normalmente possuem características diferentes, você pode abastecer nelas (combustível ou carregar as baterias do barco), e usar água da marina ao invés do reservatório, ou seja, funcionam como recarregadores do seu barco. 

 

Normalmente elas ainda possuem banheiros (maiores que o do seu barco e sem usar o seu reservatório de água, além de não precisar encher o barco de "detritos"), restaurantes, vendinhas (onde você pode fazer compras e reabastecer sua despensa) e ainda hotéis onde você pode dormir fora do barco se preferir. E nessas horas, o bote também ajuda bastante. Mas elas são pagas. Os preços variam, mas você poderá dormir ou ao menos revezar se dorme na marina ou ancorado. Você decide. Tudo isso influencia no custo, mas nada proibitivo. Ao menos na Croácia.

O Câmbio na Croácia e os preços são favoráveis. Um hotel excelente em Zagreb pode custar 100 euros, o que nos dá uma gama de valores bastante atraente por todos os outros tipos de hotéis. Uma beleza. A comida também não é cara e a cozinha é bastante boa.