A torre de Belém, um forte que deveria defender a entrada de Lisboa, nos faz pensar como eram as navegações. Uma edificação muito bem cuidada.

Lisboa possui muitos pontos turísticos e muitos de interesses pessoais para as pessoas. Seja por que alguém da família mora em alguma cidade, ou porque algum fato foi contato sobre um determinado ponto da cidade, a capital portuguesa, tem vários pontos a serem apreciados. Vale uma visita.

A vista é simplesmente linda, pois o local é muito bonito a beira do Rio Tejo.

Uma das entradas para a Europa, Lisboa é um passeio cheio de cores e opções. Colonizadores do Brasil e "meeiros" do mundo de outrora, Lisboa é pura história e muito parecida com alguns pontos do Rio de Janeiro, mostrando que a cultura portuguesa, foi realmente misturada com a cultura dos índios e dos negros, formando a cultura brasileira.

Hoje, os apertados corredores das escadarias, possuem semáforos de subida e descida para evitar acidentes. 

A "Terrinha" Lisboa

Perto dessa região, podemos ainda visitar o Monumento aos descobridores, também conhecido como Padrão dos Descobrimentos, fica a apenas alguns metros da Torre de Belém, é e um ícone de Lisboa.

Nos que fomos colonizados pelos portugueses, temos essa imagem em nossa memória. Muito bonito, bem conservado, e com uma bela vista.

Nessa região, temos o Mosteiro dos Jerônimos.  A arquitetura estilo manuelino do convento lhe dá ares grandiosos e aqui se encontram sepultados alguns rei portugueses como D. Manuel I e sua mulher, D. João II e sua mulher, e alguns poetas como Luís Vaz de Camões e Fernando Pessoa. 

Uma visita sempre agradável.

Ao lado temos a principal loja dos famosos pastéis de Belém. Se você quiser comer os pasteis aqui, fique a vontade, mas basicamente eles podem ser degustados em vários locais da cidade, pois várias lojas revendem os pasteis daqui.

Esse local é uma área muito visada por punguistas e pedintes. É comum que você se veja olhando as obras e se depare com alguém muito próximo de você sem que você perceba. Pois bem, procure estar sempre atento a seus pertences e de preferência com alguma pessoa, para que enquanto um aprecia a vista, o outro possa tomar conta se alguém se aproxima demais. Há bastante policiamento nesta área, mas eles não estão ali para afastar os ciganos, ou pessoas com atitude suspeita. Eles podem com certeza intimidar, em caso de problemas ou querendo se livrar de alguma pessoa estranha, se aproxime dos policiais e peça informações a eles. Geralmente são muito gentis e solícitos.

Como essa área é grande e possui muitas atrações é comum que você acabe fazendo alguma refeição aqui, mas como sempre muito cuidado. A área possui muitas pensões a preços baratos, mas nada que mereça menção para uma boa refeição. Os pasteis não, quem gosta diz que são uma delícia.

É comum também nessa área encontrar algumas ciganas querendo vender alguma coisa, ou ler sua mão, ou se aproximar de você. Minha sugestão: evite. Você não foi ali por isso, mesmo que a pessoa seja honesta, esse tipo de comportamento assusta e levanta suspeitas. O que normalmente acontece é que o único interesse é com turistas, então um leve "Não, obrigado" (eu disse leve) com sotaque português, muitas vezes é suficiente como um "basta", para que as ciganas te deixem em paz.

Eu particularmente detesto essas coisas. Outro lugar recheado desse tipo de abordagem é o Castelo de São Jorge. Muitos africanos ficam ali, e não se engane: a única coisa que eles querem é seu dinheiro. Eles farão de tudo por um trocado, e muitas vezes, a intimidação é comum. O truque da pulseira é muito usado aqui. A pessoa se aproxima dizendo que é seu irmão da África, e te "dá", ou a alguma criança que esteja com você (pessoas idosas menos atentas também) uma pulseira de artesanato que ele fez. Normalmente eles são enormes. Você muito distraído pelo lugar que é realmente lindo, fala: "ok, obrigado.". Logo em seguida ele fala: "Agora dê quanto quiser". Pois é, não bem "quanto quiser". Ele tem um valor em mente e não pensará duas vezes em te intimidar caso ele ache pouco. O ideal é sempre estar atento, evitar e não responder a nenhum desconhecido que tente fazer algum contacto com você. Se não for possível, mantenha a calma e dê algo como dois ou três euros o que é suficiente. Caso veja algum policial, se encaminhe a ele, devolva a pulseira (ao policial), e explique que não quer a mesma. O importante é: mantenha a calma, nada irá acontecer, mas você não foi ali pra isso.

O Castelo de São Jorge é belíssimo, e possui vistas de Lisboa simplesmente maravilhosas, mas muito cuidado. 

Existem áreas extremamente perigosas e não há nenhum local seguro para você poder se apoiar em alguns pontos. E Não há nem avisos, nem pessoas para ajudar. Você está ali por sua conta e risco. 

Então cuidado especial a pessoas com problemas de tonturas, ou alturas, ou crianças ou pessoas idosas. 

Qualquer desequilíbrio pode causar um acidente de proporções bastante razoáveis, e estragar sua viagem. Muito cuidado.

O Oceanário é outro ponto bastante interessante. 

Se localiza na parte nova da cidade, 

muito perto do Shopping Vasco da Gama em forma de nau. 

Essa região é à beira do Rio Tejo e muito bonita, 

contando ainda com um teleférico que te leva de um lado ao outro por cima do Rio. Vale uma conferida.

O Elevador de Santa Justa é uma atração bastante concorrida e fica no caminho da parte alta e do Chiado de Lisboa. Ainda que seja um elevador, e você possa ver a cidade do alto, por ser de dimensões não tão grandes, às vezes fica difícil de encontra o mesmo no meio das construções de Lisboa. A vista é bonita, mas você verá muitas vistas de cima, como a do Castelo de São Jorge e outras.

O Bairro Alto é uma área central de Lisboa. É onde se encontra a vida noturna da cidade. Vários restaurantes se encontram aqui, muitos com culinária local, que para nos brasileiros é tão comum, mas para quem já está viajando há algum tempo, pode se lembrar da comidinha de casa. Esta área fica aberta até tarde da noite e você perceberá prontamente a semelhança com o centro do Rio de Janeiro pelas construções.

O Chiado, perto do Bairro Alto, é uma praça e entorno. Aqui podemos encontrar teatros, livrarias, cafés e muitas lojas.

Outra Igreja que sempre tem seus devotos é a Igreja de Santo Antonio. Local onde nasceu Santo Antonio, que depois viveu em Padova. Imagem de Santo Antonio em madeira que escapou do terremoto de 1755 pode ser vista.

O Museu mais visitado de Lisboa é o Museu de Carruagens, agora em nova sede na Praça Afonso de Albuquerque.

Outro museu é conhecido é o Calouste Gulbenkian que tem um acervo muito interessante.

O Elevador da Glória é usado para subir a rua íngreme da Glória, vai da Avenida da Liberdade (ao lado do Palácio Foz) até o mirante da Rua de São Pedro de Alcântara, no Bairro Alto. Lindas vistas do centro de Lisboa e do Castelo de São Jorge.

Para comer, o restaurante Bica do Sapato é um dos que possui melhor reputação. Possui vários ambientes e cozinha mediterrânea.

Eleven é um restaurante que figura no guia Michelin, sob comando do chefe Joachim Koerper.

Restaurante Gastronômico Tavares é o restaurante mais antigo de Portugal e do mundo.

Se você estiver perto da Avenida da Liberdade, uma boa opção é o Solar dos Presuntos, muito conhecido e badalado por famosos(inclusive brasileiros).

Ponte Vasco da Gama, também é uma atraçcão por ser a maior da Europa. Tem 17300 metros e fica sobre o rio Tejo.

 


Passeios que se podem fazer a partir de Lisboa:

Sagres, 

Estoril, 

Sintra, 

Fátima, 

Porto,

Algarve, 

Faro, etc.,

mas aí já é outro post ...